Bert Hellinger

bertBert Hellinger nasceu na Alemanha em 1925, participou da 2ª guerra mundial como soldado, combatendo pela Alemanha. Ele foi preso pelos Americanos.

Na sequência começou a trabalhar como missionário da igreja católica na África por dezesseis anos. Neste período ele trabalhou durante dezesseis anos na África do Sul, na época do Apartheid na evangelização e alfabetização de tribos Zulus. Foi aí que ele teve contato com os rituais de culto e o reverenciar aos ancestrais, esta prática de alguma maneira, conforme ele reconheceu no começo da pratica das constelações, o influenciou neste trabalho.

Retornou à Alemanha e estudou gestaltterapia; após dois anos de estudos, deixou sua ordem religiosa e se tornou psicoterapeuta. Estudou diversas teorias psicoterapêuticas: psicanálise; terapia primal, de Arthur Janov; análise de estórias, de Eric Berne; análise transacional, hipnoterapia. Nos anos 1970, teve contato com o trabalho de Virginia Satir, encantando-se pelo fenômeno da representação familiar desenvolvido por ela (que se passou a chamar de “escultura familiar”). Começou, então, a refletir sobre a consciência e as forças que atuam nos grupos familiares.

Sintetizou diversos conhecimentos adquiridos pela prática neste trabalho único chamado Constelação Familiar, hoje conhecido no mundo inteiro.